[Resenha] Não Se Humilha, Não!

5/06/2020


Livro: Não se Humilha, Não
Autora: Isabela Freitas
Páginas: 318
Ano: 2020
Comprar: Físico

Em "Não se humilha, não" iremos conhecer a história da Isabela, uma jovem linda, sonhadora, divertida, até que ela conheceu o amor de sua vida o Gustavo e tudo mudou. 
O livro se inicia com uma cena de agressão que nos espanta, mas que também nos instiga a continuar a leitura e ai voltaremos no tempo e saberemos como tudo começou. 

"Ela parecia feliz. Mas, além de parecer, ela queria ser feliz."

Os relacionamentos da Isa não dava certo, apesar dela acredita que encontraria seu príncipe encantado, ela tinha/tem dois amigos a Amanda e o Pedro, que logo no incio da para perceber que ele é caidinho por ela, mas ela não percebe e só vê no seu amigo garanhão, apenas um amigo. O trio se dão super bem, até que a Isa conhece o príncipe encantado o Gustavo, eles tem tudo para dá certo, é o cara que toda mulher sonha em ter ao lado, mas só até certo ponto, com o passar do tempo ela começa a de fato conhecer quem é o Gustavo, mas ela acredita que ele pode mudar, que as coisas podem mudar. E é ai que ela vê o inferno que sua vida irá se transformar.

"Quando a gente quer, logo arruma motivos para se apaixonar. Um "boa noite" vira declaração de amor e a falta de um "boa noite", uma dor no coração."

Esse livro é muito mais que uma história de uma relacionamento fadado ao fracasso, é um livro que mostra a importância do amor próprio, de manter por perto as pessoas que nos fazem bem, mostra que nem sempre o que o casal vive no mundo virtual é o que fato acontece, mostra o que um relacionamento abusivo pode fazer com a pessoa.

"Quando entramos em relacionamentos com pessoas que nos fazem sentir essa sensação de insuficiência, é como se jogar em um poço escuro, sem fim. Porque você está constantemente tentando ser algo que... não é. Então você chega ao fundo do poço e pede uma pá, porque precisa cavar um pouco mais fundo, já que humilhação nunca é demais, né?"

É um tapa na cara de quem acha que para ser inteira precisa do outro, na verdade ninguém precisa de ninguém para se completar. E se aquele relacionamento está fadado ao fracasso não adianta empurrar com a barriga pois, você só irá se perder. 

"Muitos problemas começa a se resolver quando você os admite em voz alta."

Ela também mostra que não existe agressão pequena ou por brincadeira, agressão é agressão e ponto final e se o cara te agride uma vez seja verbalmente ou fisicamente, não adianta achar que vai mudar e não fazer nada. Tem que cair na real e vê que aquilo não te faz bem e parar de se humilhar, ninguém seja mulher ou homem, precisa se humilhar para ter o "amor" do outro. É meu primeiro contato com a autora, achei a escrita dela fluída e envolvente, é um livro que todos deveriam ler para se libertar desses relacionamentos fracassados.

Sinopse: Muito antes de decidir desapegar, Isabela passou por poucas e boas. De férias da faculdade de Direito e longe dos amigos Pedro e Amanda, às vezes ela se envolve com alguém para se distrair, mas nenhum ficante faz seu coração bater mais forte. Dessa vez, é só um garoto do curso de inglês.A única coisa que Isabela e Fábio compartilham são os beijos, e ela sabe que a história deles não tem muito futuro. A agitação da volta às aulas traz Gustavo Ferreira, que entra em sua vida de forma arrebatadora. Lindo e de uma tradicional família de Juiz de Fora (MG), ele a convida a embarcar em sentimentos totalmente novos.Isabela parecia ter encontrado o garoto dos sonhos... até despertar para uma realidade bem diferente. O que começa como conto de fadas logo muda de figura, e ninguém imagina que por trás das declarações de amor de Gustavo nas redes sociais há uma garota que a cada dia perde mais o brilho, que se vê obrigada a medir cada gesto e já nem se reconhece mais.Quarto livro da série que já vendeu 1,5 milhão de exemplares no Brasil, Não se humilha, não se passa antes dos acontecimentos narrados em Não se apega, não e vai agradar tanto os fãs da autora quanto os novos leitores. Com seu humor único e seu olhar otimista, Isabela Freitas traça os desafios de se amar diante de tudo que tenta nos aprisionar e explora temas importantes, como relacionamentos abusivos, protagonismo feminino, amor-próprio e amizade.

0 comentários

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!