[HQ] The Wicked + The Divine - Suicídio Comercial

6/26/2021


HQ: The Wicked + The Divine - Suicídio Comercial
Autores: Gillen | McKelvie | Wilson | Cowles
Páginas: 192
Ano: 2018
Editora: Geektopia
Comprar: Físico

Se você não leu os volumes anteriores, não prossiga com a leitura pois contém spoiler.

Após todos os acontecimentos dos volumes anteriores, a revelação de quem matou Luci e a morte mais alguns deuses, nesse volume os deuses resolvem ficar mais as sombras, para que seus segredos não sejam descobertos. Porém, vemos um melhor desenvolvimentos de alguns personagens. 

"Meu lado poeta aflorou e pensei: "Sabe o que rima com sorte?" Morte."

Conheceremos a história de alguns dos deuses e às vezes ela é bem tensa.
Algumas explicação pareceram bem previsíveis, mesmo assim continuo ansiosa pelas continuações. 
Nesse volume percebemos umas diferenças nas artes e cores, mas particularmente, ainda é uma HQ que estou gostando de ler. 

Sinopse: O TERCEIRO VOLUME da SÉRIE INDICADA AO EISNER e BEST-SELLER DO THE NEW YORK TIMES Ser imortal não significa viver para sempre a cada 90 anos, aproximadamente, doze deuses reencarnam no corpo de jovens adultos. Eles são carismáticos, perspicazes e atraem grandes multidões. São capazes de levar qualquer um ao êxtase. Há rumores de que podem realizar milagres. Eles salvam vidas, seja metafórica ou concretamente. Eles são amados. Eles são odiados. Eles são incríveis. E em menos de dois anos estarão todos mortos. Isso já aconteceu uma vez. E vai acontecer de novo Assim se constrói “The Wicked + The Divine”, uma fascinante alegoria para os jovens de hoje sobre a glória efêmera erigida como valor supremo na sociedade moderna. Fenômeno de público e crítica, a série concebida por Kieron Gillen e Jamie McKelvie (criadores de “Phonogram” e “Jovens Vingadores”) obteve diversas indicações ao Prêmio Eisner, e agora chega ao terceiro volume, “Suicídio Comercial”, que reúne as edições 12 a 17 da aclamada HQ, além de vários extras. “Esta HQ é tão boa que eu quase fico brava com ela.” – ZOE QUINN, Depression Quest, Crash Override. “A HQ perfeita sobre amar demais uma coisa.” – EVAN NARCISSE, Kotaku. “Lindo, fantástico.” – EMILY MACKAY, The Guardian. “Devastador.” – LAURA HUDSON, Wired.

0 comentários

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!