[Resenha] O Menino Que Se Alimentava de Pesadelos

9/26/2021



Livro: O Menino que se alimentava de pesadelos
Autores: Jo Yong e Jam San
Editora: Intrínseca
Páginas: 24
Ano: 2021
Comprar: Físico

"O menino que se alimentava de pesadelos" é uma leitura bem rápida, conta a história de um menino que tinha muitos pesadelos, cansado da situação e querendo esquecer os sonhos que o atormentava, ele decide ir na floresta e pedi a bruxa para que ela tire dele todas essas lembranças ruins, para ele essa seria a melhor solução, a bruxa concorda mas ele e concede seu peido, porém terá que dá algo aparentemente simples e fácil em troca.

Nesse primeiro volume a metáfora é sobre a felicidade, o quanto você está disposto a perde para ser feliz, mas será que vale a pena, esquecer o lado ruim das coisas? É uma reflexão e aprendizado ao final da leitura, nos faz pensar que é preciso viver os maus momentos para podermos desfrutar dos momentos felizes quando ele surge.

A obra contém apenas 24 páginas, frases curtas que dão complemento as imagens, os traços são delicados em estilo gótico que nos passa um sensação de desespero e tristeza por parte do personagem,  a arte é de Jan San.

Esse é o primeiro de cinco livros do drama sul-coreano "It's Okay To Not Be Okay" (Tudo Bem Não Ser Normal) lançado em 2020 na Netflix, contém 16 episódios com mais de 1h de duração.

Sinopse: Com personagens cativantes e uma estética inovadora, o drama sul-coreano It’s Okay to Not Be Okay (Tudo bem não ser normal) conquistou uma legião de fãs ao redor do mundo e movimentou as redes sociais brasileiras a cada novo episódio lançado pela Netflix. Na produção, uma escritora de livros infantis bastante peculiar, um enfermeiro que trabalha em um hospital psiquiátrico e seu irmão mais velho, com transtorno do espectro autista, precisarão enfrentar seus traumas e medos para conseguir vivenciar o amor e criar laços.
Poéticas, impactantes e com belas ilustrações, as obras da personagem Ko Moon-young são os fios condutores da trama e encantaram os espectadores. Agora, esses contos de fadas modernos chegam às mãos do público brasileiro, em narrativas perturbadoras e comoventes que abordam com honestidade e crueza temas como solidão, liberdade, tristeza e afeto.
Em O menino que se alimentava de pesadelos, um garotinho é assombrado por pesadelos terríveis. Para tentar dar fim a esse tormento, vai até as profundezas da floresta e faz um pacto com uma bruxa. Ela apagará todas as lembranças ruins de sua mente, contanto que ele prometa que se tornará um adulto feliz. O acordo parece simples, mas o preço a ser pago caso ele não cumpra a promessa pode ser alto demais.

0 comentários

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!