[Resenha] Entre Mundos

10/08/2021


Livro: Entre Mundos
Autores: Rodrigo de Oliveira & Pedro Ivo
Editora: Faro Editorial
Páginas: 288
Ano: 2021
Comprar: Físico

Em "Entre Mundos" conheceremos a história de Rubens, Tânia, André, Paulo e Jonas. Cinco amigos com histórias de vida diferentes, mas que ao perderem pessoas no passado tiveram suas vidas modificadas. 

Num feriado em que Rubens não tinha nada para fazer ele decide sair juntando várias peças de celulares diferentes, sem nenhum propósito. E no final acabou resultando em um aparelho telefônico um tanto diferente.

Após um pouco de surto, vontade de não acreditar no que ele havia feito e alguns testes, Rubens decide que é hora de contar aos amigos sobre sua mais nova criação e quem sabe poderem replicar e dá ao mundo uma nova visão sobre a morte.

De início seus amigos que inclui a garota por quem ele é apaixonado, não acreditam no que Rubens conta a eles, até o tratam como alguém que poderia está enlouquecendo. Mas, quando cada um começa a testar o aparelho e conversar com pessoas que eles conheceram que estão mortas, eles se juntam começa uma tentativa de dá continuidade ao projeto. 

E é baseado nessa criação que toda história irá se desenrolar, muita coisa do passado deles irão vir a tona, alguns reencontros agradáveis e outros não, bem como descobertas sobre histórias da sua família que eles desconheciam. Além da tentativa de tornar o uso do aparelho acessível a todos.

É uma narrativa bastante envolvente, misteriosa e instigante, quando mais eu lia, mais eu queria saber o que iria acontecer com esses amigos e com o Media One. É também uma história bastante reflexiva sobre a morte, amizade, ganância e poder. 

Até onde estamos dispostos a ir para conseguir sucesso naquilo que desejamos/acreditamos? O que acontece após a morte? Esses são questionamentos que iremos fazer ao longo e posteriormente a leitura. Ah! E o final é surpreendente! Para quem gosta de um bom livro de suspense, fica a dica! 

Sinopse: E se você pudesse falar com os mortos? Juntando peças de diversos equipamentos, Rubens, um engenheiro eletrônico bastante criativo, criou um protótipo de smartphone. Ao ligar, ele capta vozes estranhas como se fossem ondas de rádio, até notar algumas falas bastante perturbadoras... É quando percebe que seu invento ultrapassou as fronteiras entre vivos e mortos. O aparelho faz uma ponte com o além. Rubens então reúne amigos e decide explorar o invento – afinal, quem não gostaria de contatar com algum ente querido que se foi? Se aperfeiçoado, o aparelho pode torná-los milionários. Mas quem disse que o controle das comunicações estaria nas mãos dos vivos? O grupo se vê encurralado quando as mensagens agradáveis dão lugar a um contato agressivo, perigoso, vindo de seres inconcebíveis para a mente humana. Como se tivesse aberto uma espécie de portal, aquele que seria a invenção do século começa a promover um caos nas vidas do grupo, sinalizando o seu poder destruidor.

0 comentários

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!