[Resenha] A Máquina do Tempo

10/09/2020


Livro: A Máquina do Tempo
Autor: H. G. Wells
Páginas: 156
Ano: 2018
Editora: Martin Claret
Comprar: Físico


"A Máquina do Tempo" foi escrito em 1895 por H.G. Wells, sendo ele pioneiro na introdução de viagem no tempo nas artes, um dos recursos muito utilizado na ficção cientifica e até mesmo em outros gêneros, sendo um assunto que rende uma boa discussão na ciência.

"Não há nenhuma diferença entre Tempo e as outras três dimensões do Espaço, exceto pelo fato de que nossa consciência se move por aquele."


Nesse livro, o narrador é um personagem que está ouvindo a história ser contada pelo "viajante do tempo" em uma reunião com algumas pessoas próximas a ele.
Ele começa contando sua mais nova criação, uma máquina do tempo que poderia ir ao passado ou futuro. Alguns dos presentes ficaram céticos mas na noite em que eles se reencontraram nosso viajante tinha ido ao futuro, no ano 802.701. Então o viajante irá narrar o que viu no futuro e o que a civilização se transformou. 

" - E não se pode mover de jeito nenhum pelo Tempo, não dá para fugir do momento presente. [...] É exatamente aí que o mundo inteiro vem se enganando. Estamos sempre nos afastando do momento presente. Nossas existências mentais, que são imateriais e não possuem dimensões, percorrem a dimensão-tempo com uma velocidade uniforme, desde o berço até a sepultura".

A viagem feita no tempo é narrada com detalhes. A escrita é bem detalhista, porém de uma forma que prende nossa atenção. Ler uma obra de ficção cientifica escrita á séculos atrás é tão enriquecedor, pois temos uma visão do que as pessoas daquela época achavam o que poderia ser a civilização do futuro, o que seria a tecnologia da nossa época na ótica deles. 
Confesso que pensei que talvez fosse ter uma leitura maçante, com palavras rebuscadas e que pudesse torna a leitura um pouco intensa, mas foi o contrário, leve, fluída e uma leitura gostosa de ser feita.

Sinopse: "Vocês precisam me ouvir com atenção." É assim que o leitor será transportado, guiado pelo Viajante do Tempo, para um futuro longínquo, onde conhecerá raças fascinantes e peculiares. H. G. Wells, um dos responsáveis por inovar a proposta dos romances de ficção científica, nos deixou uma obra incrível que continua sendo fonte de inspiração para autores e cineastas modernos.




0 comentários

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!