[Resenha] Eleanor e Park

1/29/2021


Livro: Eleanor & Park
Autora: Rainbow Rowell
Editora: Seguinte
Páginas: 357
Ano: 2020
Comprar: Físico

Park um garoto asiático que tenta passar despercebido na escola, sempre com a cabeça enfiada em um gibi e que se senta só no ônibus até que surge uma garota que acabou de se mudar, ruiva, gorda e que se veste com roupas que acabam chamando a atenção. E Park por motivos que até ele mesmo desconhece permite que essa garota sente ao lado dele. 

Sem muita conversa, todos os dias ela acaba sentando ao lado dele no ônibus e não trocam nenhuma palavra. Essa é Eleanor, uma jovem tímida, calada, que voltou a morar com a mãe, seus irmãos e o padrasto que ela odeia mais que tudo. Eleanor sofre bullying na escola e ao se aproxima de Park e começar um namoro com ele, as perseguições diminuem, mesmo assim ainda há quem implique com ela.

"Quando Eleanor entrou no ônibus, Park sorriu para ela. E continuou sorrindo enquanto ela avançava pelo corredor."

Uma história que se passa em 1986 e que contará a história desses dois adolescentes que estão tendo que lidar com seus problemas pessoais em casa, Eleanor com sua família completamente desestabilizada e Park com sua família estabilizada, mas que ao fazer escolhas que não agrada seu pai cria um clima ruim em casa, além disso ainda estão descobrindo o primeiro amor. Um romance inocente, mas com uma reflexão sobre como se encaixar nessa sociedade moldada.

E uma história que me prendeu do início ao fim, pois me identifiquei com a Eleanor, a personagem foi muito bem construída, com relação a Park, acho que poderia ter sido um pouco melhor, mesmo assim é uma obra que de modo geral eu gostei bastante, a narrativa é intercalada entre os dois personagens e suas vivências e pontos de vista.

É uma obra que vale a pena ser lida e irá virá filme que será dirigido pela cineasta japonesa Hikari, a produção ficará por conta da Picture Start e Plan B Entertainment, o roteiro por conta de Christina Oh (Ad Astra) e da própria Rowell, enquanto que na produção executiva terá a supervisão de Erik Feig (Sr. e Sra. Smith). Acredito que apesar de ser baseado no livro, possa ser que Park tenha uma visão mais bem abordada e construída tanto quanto Eleanor.


Sinopse: Uma das maiores obras da literatura jovem contemporânea em nova edição. Eleanor é nova na cidade. Com roupas inusitadas, cachos ruivos indomáveis e uma família problemática, ela sente que nunca vai conseguir se encaixar.
Park senta sozinho no ônibus da escola. Sempre de camiseta preta, fones de ouvido e a cabeça enfiada num livro, acha que consegue passar despercebido.
Mas não para Eleanor.
Aos poucos, entre fitas cassetes gravadas, pilhas de histórias em quadrinhos e conversas até tarde da noite, Eleanor e Park se apaixonam.
Narrada durante o ano letivo de 1986, essa é a história de dois jovens de dezesseis anos que, mesmo sabendo que o primeiro amor quase nunca é para sempre, têm coragem e esperança suficientes para tentar.
“Eleanor & Park me lembrou não só como é ser jovem e se apaixonar por uma garota, mas como é ser jovem e se apaixonar por um livro.” ― John Green, autor de A culpa é das estrelas

0 comentários

Obrigada pela sua visita!
Volte Sempre!